quinta-feira, 2 de junho de 2011

Conselho





Viva todos os prazeres e sofisticações das grandes cidades...


...Mas, às vezes, retire-se ao campo e viva alguns dias como se não houvesse outra opção. Sinta o cheiro da terra, a temperatura do solo e o sabor do vento. Você vai descobrir um mundo novo que sempre existiu.

Mantenha-se atualizado, mas... não deixe de estudar história, não deixe de escutar os mais velhos, e não deixe de aprender com o passado. Conhecer o passado vai lhe ajudar a entender o presente e se preparar pro futuro.

Sim, é verdade o único tempo que de fato existe é o presente pois o passado já existiu e o futuro existirá, ou nem...

Você só vive de fato o instante, mas não seja tão tolo a ponto de esquecer o passado ou ignorar o futuro. Só você sabe quanto custou chegar até aqui; não permita-se esquecer as lições.

Seja o primeiro. Ou o último. Não importa!
Se você não competir não sofrerá com suas derrotas e não se exaltará com suas vitórias. Mas... de alguma forma coloque-se à prova, experimente-se, conheça seus próprios limites. Não acontente-se, deles você pode evoluir e não basta querer. Busque!

Coma bem. Esqueça todos os remédios e apenas coma bem. Mantenha uma dieta mediterrânea. Grande civilizações se desenvolveram dessa forma. Não ignore as tradições, respeite os alimentos e esqueça os “especialistas”.
“Especialistas” levaram tempo de mais pra entender que o mundo era redondo e talvez levem ainda muitos séculos para provar cientificamente coisas que sua avó já sabia desde sempre.

Escolha uma mesa de madeira. Esqueça as bandejas de plástico e outros produtos artificiais. Desligue a televisão. Conheça a origem das coisas e plante alguns temperos.

É na hora de comer que se abrem todas as portas energéticas do seu corpo para receber aquilo que vem de fora. Provado cientificamente! Aprovado misticamente.

Escolha bem o que mandar para dentro e coloque toda a sua consciência. Prefira ingredientes naturais e permita que cada um deles cumpra a sua função despretensiosamente.
Alguém antes de mim já disse que a simplicidade é mais alto grau de sofisticação. Vale pra cozinha e vale pra tudo.

Medite sobre cada aroma, cada sabor de cada ingrediente e não se esqueça de agradecer a quem preparou.

Preparar a refeição de alguém é uma forma belíssima de doação. Nos mosteiros budistas apenas os monges mais evoluídos podem tocar os alimentos. Nas famílias tradicionais mediterrâneas apenas as mães tinham esse poder.

Algumas pessoas rezam e agradecem cada refeição, outras deixam comida no prato, e outras ainda nem sabem o que estão mastigando enquanto assistem “porcaria” na televisão. Um dos momentos mais bonitos que você pode vivenciar é a união familiar. A mesa lhe dá essa oportunidade.

Experimente o poder da variedade!
A mesa é um ótimo lugar para você se confrontar com seus preconceitos: Nunca provou, mas não gosta? Acredite: um prato ou um ambiente multi-varietal só lhe fará bem.

Lembre-se de sempre sair da mesa com um pouquinho de fome. A fome lhe mantém ativo e astuto. A abundancia lhe torna preguiçoso e entediado.

Você pode se acostumar...

pp

Um comentário:

  1. MUITO LEGAL, Paolooooo!!! Alana curtiu o texto!

    ResponderExcluir